Sou Carlos Alberto Yates, técnico em mecânica. Nasci em março de 1958 e sou estudioso da Doutrina filosófica Racionalismo Cristão.Tenho grande interesse em assuntos que envolvam UFOs e agroglifos pois consigo fazer uma interação entre estes assuntos e a Doutrina que professso. Pesquiso e retiro dados dos seguintes sites: Livros Racionalismo Cristão 43ª edição e A Vida fora da Matéria; Lucy Pringle; UFOLOGIA-Brasil.

Transformação da matéria planetária em novo planeta primitivo - Por Carlos Alberto Yates


Estudo 27 - Neste desenho de junho de 2009 em Bishops Cannings na Inglaterra, temos a representação de 3 séries de 7 mundos sendo que os de menor evolução das 3 séries são os representados pelo círculos menores. Vemos que existe também juntamente ao desenho dos círculos maiores a representação de 3 peixes, um para cada série.

Este peixe no cristianismo simboliza a renovação da vida.
Fonte: Lucy Pringle
Este símbolo está ali para nos mostrar que um planeta depois que chega a condição de mundo de Luz Puríssima (1ª categoria) e que, por sua evolução, ao somente ter em sua superfície espíritos da 33ª categoria espiritual(pois todas as outras categorias que ele comporta desde a 26ª já não tem mais condições de ali estarem) ele se desintegra, indo sua matéria atômica servir de matéria prima para um novo mundo, ou seja um mundo primitivo (7ª categoria).

Vemos que uma série de mundos terá sempre 7 mundos pois enquanto um se desintegra outro vem em seu lugar, ocorrendo um avanço evolutivo em todos os planetas da série continuamente.

Na figura de agosto de 2001 em Milk Hill, Wiltshire - Inglaterra podemos ver que quando um planeta de classe 6 (escola) encontra um de classe 7 (primitivo) o planeta classe 6 percorre depois deste encontro o caminho contrário, isto é evolui em direção ao centro criador do universo e que é deste centro que “nascem” os planetas até chegarem a situação de 7º.

Também podemos depreender que conforme o planeta escola evolui, ele vai agindo para consolidar a evolução em um novo planeta que nasceu até este chegar à condição de 7º.

Quanto mais novo for o planeta mais evolução terá que ter o planeta que lhe trabalha para que adquira condições de vida mais tarde. Temos um ditado que diz que deus fez o mundo em 6 dias.

Talvez este ditado tenha se originado em uma idéia verdadeira que foi intuída à alguém e foi mal discernida, pois na verdade o planeta primitivo passa pelo assessoramento de 6 planetas mais evoluídos até chegar a ser realmente aproveitado para o reencarne de seres humanos.

Ou seja, os planetas onde surge a vida, como a terra, passam por seis fases distintas cada uma delas proveniente da intervenção de uma categoria de planetas.

Outra coisa que devemos notar é que a figura dos peixes se compõe de 3 peixes tendo bem definidas a cabeça, o corpo e a cauda, somando aí 3 partes distintas e como são 3 peixes temos um total de 9, e se somarmos as figuras pequenas bem ao centro temos 9 + 3 = 12, que se somados aos 21 círculos perfazem um total de 33 numa clara referência as 33 classes espirituais. Março/2010.


Como vemos o desenho encontra-se inserido entre 6 trilhas de trator e 5 faixas de cereal plantado que somados perfazem 11 ou uma alusão aos 11 atributos do espírito.

Se considerarmos as trilhas como duplas temos 6 x 2 = 12 e se somarmos 12 + 5 obtemos 17 numa alusão às 17 primeiras classes espirituais.

Transformação da matéria planetária em novo planeta primitivo
Por Carlos Alberto Yates