Sou Carlos Alberto Yates, técnico em mecânica. Nasci em março de 1958 e sou estudioso da Doutrina filosófica Racionalismo Cristão.Tenho grande interesse em assuntos que envolvam UFOs e agroglifos pois consigo fazer uma interação entre estes assuntos e a Doutrina que professso. Pesquiso e retiro dados dos seguintes sites: Livros Racionalismo Cristão 43ª edição e A Vida fora da Matéria; Lucy Pringle; UFOLOGIA-Brasil.

Explicação para o triângulo inscrito e os círculos concêntricos - Por Carlos Alberto Yates

Estudo 6 - Nada acontece por acaso Amigos!

Eis aqui um agroglifo construido em um campo de ceral em julho de 1999 em Averbury, Inglaterra, onde podemos ver que existem 33 círculos (as 33 classes espirituais) e 6 cubos em perspectiva onde estes representam os seis tipos de mundo (cada lado do cubo) onde existem estas 33 classes de espíritos.
Fonte: Lucy Pringle
E mais: notem que os cubos em perspectiva estão alocados em cima de sete círculos, o que podemos deduzir que nos levam a também contabilizar o 7º planeta ou planeta primitivo que será o que irá substituir a terra e o qual deveremos conhecer dentro de certo tempo, pois com a tecnologia dos aliens iremos localiza-lo e visita-lo.

Podemos inferir que o 7º planeta servirá a 3 mundos escola (6º), vide a 1ª figura do estudo nº 7, vemos que os cubos em perspectiva mostram seus três lados mais nitidamente, o que podemos tomar como sendo novamente uma referência aos 3 planetas que são a Terra e outros dois em igual posição de mundo-escola, perfazendo 3 ordens ou séries para quais está faltando o sétimo planeta.


Pois um cubo, representando um mundo com seus seis lados nos mostra que, cada um dos lados pode ser tomado por um planeta cada qual em uma fase distinta de evolução, sendo portanto cada face do cubo a representação de uma fase que deve passar qualquer planeta no universo: ou seja a fase escola, a fase materializada, a fase opaca, a fase branca, a fase diáfana e finalmente a fase de luz puríssima.

A fase primitiva não está computada pois um planeta só começa a ser efetivamente útil ao universo quando já possui em sua crosta espíritos reencarnados no mínimo até a 5ª categoria, pois então começam a se delinear ali os primeiros focos de agrupamentos humanos realmente definidos, basilares das civilizações.

Temos também a grande figura inscrita de um triângulo onde este parece representar três partes iguais em relação as porções de círculo delimitadas por ele. Estas três porções iguais seriam a meu ver os 3 planetas em similar condições evolutivas aos quais faço referência no meu estudo de nº 7.

Cont. estudo 6 - Neste outro agroglifo vemos vários círculos concêntricos onde eles se tangenciam em um lado e também no outro com uma defasagem de mais ou menos 180º graus.

Ou seja, temos "aberturas" diametralmente opostas. Podemos perceber que a espessura do perímetro do círculo, representada pelo cereal não cortado vai ficando cada vez mais fina até que abre-se totalmente e dá-se o contato entre os dois “mundos” ou esferas de conhecimento e poder (cereal dobrado), pois os mundos são basicamente isto. 
Fonte: Lucy Pringle
Vejo nisto que há um movimento onde um mundo recebe a evolução (conhecimento) de outro mais evoluido e pelo outro lado passa o seu conhecimento (aquele que não lhe serve mais) para outro mundo que vem atrás de si, sendo que este mundo recebe o conhecimento como conhecimento de ponta. Como se costuma dizer: nada acontece por acaso!

Especificamente neste desenho feito em campos de cereal na localidade de Danebury Ring NR, Andover, Inglaterra, em agosto de 1998 podemos observar que existem quatro círculos concêntricos que em certas posições ao longo dos 360º graus possuem “aberturas” de alguns graus em seus diâmetros, que é conseguida com a construção de um círculo excêntrico ao que ela dá abertura. Esta abertura é conseguida então com o movimento do círculo na direção daquele em que se inscreve.

Entendo que o círculo de menor poder é o central, que representaria o planeta primitivo (7º) englobado pela Terra (6º), sendo esta então circundada imediatamente pelos mundos: materializado, Opaco, Branco, Diáfano e de Luz Puríssima.

Estas aberturas significam um início de entrosamento, uma intersecção entre dois mundos de categoria imediatamente próxima, pois são os únicos com condições de trocar idéias entre si, visto que os de categoria mais elevada estão ainda fora de alcance, pois a evolução não dá saltos.

Esta intersecção entre dois mundos, coisa tão natural no universo, como o entrosamento entre amigos, cidades, estados ou mesmo países ou continentes é ainda desconhecida para nós, mas não por muito tempo.

O natural desta “abertura” que liga as duas esferas, representando a aproximação entre mundos de categorias subsquentes, é de tornar-se permanente, pois um mundo estará sempre atrelado à outros de maior e de menor evolução, devendo portanto haver, uma vez iniciado o contato, quando na sexta posição, um envio paulatino, cadenciado de acordo com as necessidades, de conhecimento do mais para o menos evoluído até quando o mais evoluído (planeta) da série já na categoria de mundo de Luz Puríssima, começar a alocar em si somente espíritos da 33ª categoria e, num passo seguinte desintegrar-se e voltar ao repositório de matéria universal, quando a matéria inorgânica componente do mesmo, ou mesmo o fluido, deverá ser reprocessado e utilizado novamente na construção de outros mundos.

Aqui também vale a lei de Lavoisier.

Podemos fazer uma analogia com a espessura do diâmetro, que vai aos poucos tornando-se inexistente como obstáculo a passagem da evolução, com um conhecimento que se busca e aos poucos se chega a domina-lo completamente, portanto, como escrevi, esta linha e a abertura á que ela conduz é algo que sempre existirá entre dois mundos como existe este reconhecimento progressivo entre um mestre e seus alunos.

Entendo que o único fator que atenua brandamente a espessura deste contorno é o tempo, pois com as interações necessárias entre os mundo decorrendo com normalidade, leia-se o mundo mais inferior colocando-se, através do esforço de seus habitantes, em posição técnica e moral condizente, o fluxo de conhecimento e alocação de novas tarefas, condizentes ao novo salto tecnológico e moral, seguirá seu curso normal.

Mais uma coisa: Podemos perceber que existem 4 círculos com ceral dobrado, que representariam os planetas que ainda tem vida física, ou seja estes sendo uma espécie de "tortura" ao espírito e 3 círculos com cereal intacto, mostrando a vitalidade máxima da vida, que representariam os 3 planetas de vida espiritual (mundos: Branco, Diáfano e de Luz).

Explicação para o triângulo inscrito e os círculos concêntricos
Por  Carlos Alberto Yates